• ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    segunda-feira, 10 de julho de 2017

    Pais preferem ser cuidados por robôs do que pelos próprios filhos na velhice.

    (Foto: Divulgação) 
    Um estudo constatou que brasileiros que tiveram filhos a partir de 2010 querem ser cuidados por robôs invés dos filhos na velhice. A escolha é a primeira opção deles, em vez da ajuda dos filhos ou outros parentes.



    A pesquisa chamada de "Geração AI", feita pelo instituto de Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos (IEEE) para mensurar a relação entre jovens pais e ferramentas de inteligência artificial. Entre 13 e 15  de julho de 2017,
    a organização ouviu 600 pais e mães de pelo menos uma criança de até anos e que tivessem idade entre 20 e 36 anos.


    Quando a pergunta foi "Preferem ajuda de Inteligência Artificial ou dos filhos ao se tornarem idosos?", 63% optaram pela primeira opção e 37% a segunda. Vale lembrar que a Siri e a Assistente da Google, os
    assistentes pessoas da Apple e Google, sao exemplos mais conhecidos de inteligências artificiais, há também robôs que entendem humanos e foram criados para atender necessidades que surgem com a terceira idade.



    Policial

    Entretenimento

    Hora da Venenosa