• ÚLTIMAS NOTÍCIAS

    quarta-feira, 29 de março de 2017

    Homem que fez campanha contra casamento gay é acusado de estupro a uma criança.

    (Foto divulgação)
    Marcelo Soares de Oliveira, conhecido como ''Marcelo Generoso'' é um militante ativo contra o 'casamento gay' e não faz questão de esconder. Inclusive usa dois blogs no qual tem domínio para explanar isso.

    Na página na qual atualmente administra se chama 'Amazonas em Pauta' nela, Marcelo publicou uma foto onde se mostrava contra a 'ideologia' de gênero.
    (Reprodução facebook)
    A página bateu recorde de comentários negativos. Vale lembrar que Marcelo usa a mesma página para atacar desafetos políticos. Em resposta a um seguir Marcelo disse ''Todo gay que fica doente o gripado tem hiv, isso é castigo de Deus''
    disse Generoso.

    Porém, 'Deus' parece que só fica no discurso de generoso, já que o mesmo foi condenado por falsidade ideológico, estelionato e é investigado por estupro a uma criança de apenas 9 anos de idade.
    (Divulgação - Portal Atualizado)
    Com exclusividade o Portal Atualizado divulgou um dos diversos processos no qual ''Generoso'' responde no tribunal de Justiça do Amazonas. O nome ''Generoso'' foi adotado para que o mesmo aplicasse golpes na cidade.
    (Divulgação - Portal Atualizado)
    Em um dos golpes, Marcelo 'Generoso' fazia carteirinhas falsas que supostamente dariam direito a meia entrada no cinema. Cerca de 543 pessoas foram lesadas. Recentemente Marcelo que mora no Viver Melhor próximo a barreira,
    tentou colocar na cabeça dos vizinhos que seria sindico do prédio que morava e queria cobrar condomínio, sendo que os apartamentos foram dados gratuitamente pelo governo do estado e em sua grande maioria os moradores tem
    baixa renda. A 'cobrança' deu errado e acabou em confusão.
    (Foto divulgação)
    Um fantasma do passado de Marcelo, também voltou a assombrar sua vida. A morte de uma jovem que foi estrangulada e depois de morta foi abusada sexualmente que teve o caso
    arquivado na época, foi reaberto . Na época o caso foi arquivado porque a moça não era de Manaus e não tinha parentes para que a polícia cobrasse investigação. A sala na qual a jovem
    foi encontrada era administrada por Marcelo Generoso e um amigo. Segundo uma testemunha que colaborou para que o
     caso fosse reaberto, Marcelo estaria sobre efeito de drogas quando supostamente comentou o crime.

    O processo que envolve estupro a uma criança, está sendo investigado pela polícia e foi colocado em segredo de justiça a pedido do advogado de Marcelo. O Portal Atualizado tentou entrar em contato com Marcelo que respondeu. ''Isso é difamação, eu nunca sequer pisei em uma delegacia''. Porém Marcelo entrou em contradição já que existem diversos documentos na qual ele assina o depoimento sobre todos os casos citados nesta reportagem.

    Policial

    Entretenimento

    Hora da Venenosa